13 outubro 2015

Slow fashion x Fast fashion – O que eu tenho a ver com isso?

Num mundo em que tudo muda tão depressa, coisas novas são lançadas todos os dias, sempre há a necessidade de consumirmos mais. Mas você já parou para pensar se realmente precisa de tudo o que o mundo diz que você precisa? Já parou para pensar no impacto que isso causa na natureza e nas pessoas?

Em relação ao tema moda ouvimos muito falar em fast fashion, mas você sabe o que é isso? 
Imagem girlswithstyle.com.br

Fast fashion, assim como Fast food, é uma produção rápida de coleções para consumo massificado, promovendo trabalho escravo e excesso de desperdício.

As produções são pensadas e confeccionadas para terem uma vida muito curta. A coisa muda tão rápido que enjoamos de tudo no nosso armário em uma velocidade absurda e nunca conseguimos ter o suficiente. E sabe quem está por trás disso tudo?

“Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” 2 Coríntios 4:4

“Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência;” Efésios 2:2

“porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo.” I João 2:16

Hoje, o governo deste mundo está sobre o domínio de Satanás (que quer dizer adversário de Deus) e dos seus anjos. Ele quer nos enganar e cegar, nos distrair com tantas coisas e nos fazer ficar insatisfeitos com o que temos. Porém nós, que somos filhas de Deus, não devemos nos conformar a este século, estamos temporariamente aqui, mas devemos andar conforme Cristo nos ensinou.

“Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou.” João 17:15-16

“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele;”  1 João 2:15

“E os que usam deste mundo, como se dele não abusassem, porque a aparência deste mundo passa.” 1 Coríntios 7:31

Não estou falando que você não deve comprar roupas e nem que deve comprar roupas de marca, só quero leva-las a reflexão e a considerarem diante de Deus em como você tem vivido em relação a moda. 

Vocês lembram como era antigamente? Eu lembro da minha bisa confeccionando suas próprias roupas! Comprava-se o tecido desejado e costurava-se na máquina o modelo que você queria, ou então levava numa costureira. Todos tinham roupas personalizadas!

O Slow fashion, nada mais é do que uma necessidade de desaceleração no ritmo de consumo e produção de moda, interferindo nos ritmos das tendências, enaltecendo a tradição produtiva e criativa, respeitando o meio ambiente e as condições de trabalho.

Devemos retomar a prática dos nossos avós e bisavós, buscando a diferenciação e não a massificação. Porque usar o que todos usam, só porque a revista diz que é tendência, porque alguém famoso usa? (Veja AQUI o que a roupa fala a seu respeito).

Mas como cada uma de nós pode colaborar com isso?

É claro que comprar roupas com tecidos melhores que durem mais tempo e mesmo comprar em lojas mais personalizadas, custa mais, mas em longo prazo compensa!

Eu confesso que nunca tive esse costume, sempre comprei em lojas de departamento com etiquetas da China, Taiwan, mas algo que eu pratico é de fato consumir menos. Mesmo que você vá a lojas de departamento que vendem no estilo Fast fashion, num preço que cabe no seu bolso, preze mais pela qualidade e não pela quantidade de peças que você compra. Tenha um guarda roupa funcional, com peças versáteis e que se adaptam permitindo várias combinações e que você use em vários lugares. Consuma de forma mais responsável e menos impulsivo, você não precisa comprar roupa todo mês!

Use a criatividade! Personalize seus looks, saia dos padrões, faça combinações mais ousadas, reaproveite peças (ex. você pode levar suas roupas na costureira e transformar um vestido em saia, uma calça em shorts, etc.), troque com suas amigas, visite lojas de usados, brechós e feiras (como a Feira da Ladra)! Dessa forma geramos menos lixo e utilizaremos a mesma peça por muito mais tempo sem ter que ficar comprando. De quebra você economiza para fazer outras coisas!

E lembre-se também de cuidar bem das suas roupas para elas durarem mais tempo! Já falei sobre esse tema AQUI .

Tenho certeza que você já comprou peças que nunca usou, ou porque não teve oportunidade, pois a peça não se encaixou nos lugares que você frequenta, ou porque não te serviu bem, ou porque não combinou com nada no seu guarda roupa! Então, vou falar de novo, pense antes de comprar, EXPERIMENTE e faça esse check list:

- Eu realmente preciso dessa roupa?
- Quantas peças eu já tenho dessas? (Ex. se você vai comprar uma saia, quantas outras saias você tem? Ah, mas a cor é diferente, o modelo é diferente, mas você consegue usar as 300 saias que já possuí?)
- Onde posso usar? (lazer, trabalho, reuniões da igreja)
- Combina com que roupas que eu já tenho?
- Me serve e está adequada ao meu corpo e a minha idade?

E antes de sair de casa para comprar qualquer coisa, ORE! Peça que Deus te direcione às lojas certas e te dê paz ou não em comprar.

O Senhor nos guie a sermos mulheres prudentes, que pensam nas coisas de Deus em primeiro lugar e leva todas as coisas diante dele.

“Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.” Colossenses 3:1-3

Nenhum comentário:

Postar um comentário