16 abril 2016

Economizando nas compras de roupa - Parte 2

Já falamos aqui de como economizar no mercado, mas economizar com as compras de roupas, acessórios e até com artigos de decoração também é muito importante!

No post anterior dei dicas de como reaproveitar suas peças para não ter que comprar coisas novas, mas quando for necessário comprar, siga essas orientações que te ajudarão a fazer bons investimentos!



#1 Estipule quanto do seu orçamento você poderá gastar comprando roupas. Você pode dividir isso por mês, apesar que não é necessário fazer compras de roupas todo mês, convenhamos! Lembre-se que esse valor tem que ser dividido com os outros membros da casa.

#2 Cuidado com o cartão de crédito. Se possível compre tudo a vista, senão, anote tudo em uma planilha para ter controle de quanto ainda resta para terminar suas parcelas. De preferência, não faça novas parcelas até terminar as que já fez!

# 3 Fazer uma lista do que você realmente precisa. Não compre peças que você não tem onde usar. Analise sua rotina, como é o clima onde você mora e os lugares que frequenta. Por exemplo, se você mora em uma região quente e quase nunca usa roupas de frio, não compre! As vezes, só porque achamos bonito, acabamos comprando e pensamos “um dia eu vou usar”. Geralmente essas peças são as que ficam encalhadas, então não compre!

#4 Cuidado com as tendências. Invista em peças atemporais e de boa qualidade. Analise também se sua peça nova irá combinar com outras que você já tem e se é uma peça versátil, por exemplo, se você precisa comprar um blazer para o trabalho, procure um modelo que permita você usa-lo no lazer com um jeans.
Lembre-se que quanto mais chamativo for o look, menos chance você terá de usa-lo ou de repeti-lo muitas vezes.
Além disso, preste atenção na roupa como um todo, no tipo de tecido, se tem algum defeito, etc.

 #5 Pesquise. Vá em várias lojas e analise o melhor custo benefício. Busque em outlets que vendem as roupas por preço de custo e pesquise inclusive em lojas virtuais que muitas vezes tem preços melhores que nas lojas físicas.
Outra dica é frequentar brechós e bazares. Roupa é reciclável, desde que a peça esteja em boas condições, daí a popularidade crescente das lojas de segunda mão e de lojas vintage.  Além de gastar menos, você pode encontrar verdadeiros tesouros e ainda ajuda o meio ambiente, como já falamos aqui sobre o Slow Fashion.

#6 Aproveite as promoções, mas siga a dica #3 e #4, compre o que realmente você precisa, não saia comprando só porque está barato!

#7 - Prove as roupas! Sei que algumas pessoas acham isso chato, mas é extremamente importante você ver o caimento da roupa. Não é só questão do tamanho em si, mas como ela fica no seu tipo de corpo, se fica muito curto, muito decotado, transparente, se a cor realça sua pele, etc.
Se estiver na dúvida quanto ao tamanho, já leve dois números da mesma peça para o provador.

E por fim, não se preocupe! Ore, peça e descanse no Senhor! Saiba que Deus cuida de todos os detalhes de sua vida, Ele nunca deixará você sem roupas para se vestir! Experiência própria, sempre que eu estava precisando de algo e não podia comprar, alguém vinha me oferecer e muitas vezes era exatamente aquilo que eu queria!

E você, quais estratégias usa para economizar com roupas e com sapatos? Compartilhe suas experiências nos comentários!

Nenhum comentário:

Postar um comentário