24 julho 2015

Como cuidar de suas roupas

Quando investimos em algo que gostamos, realmente queremos que dure bastante, não é mesmo? Sendo roupa cara ou não, se você souber como cuidar delas, vão se manter em bom estado por muito tempo!

A principal orientação é sempre olhar a etiqueta das roupas antes de lavá-las. Assim, é possível identificar o tipo de tecido e as orientações de lavagem e passagem. Se você não entende muito do assunto, já falei um pouco sobre os tipos de tecido AQUI
É importante entendermos o que cada símbolo significa para não estragar a roupa. Nesse site (UmComotem as explicações bem detalhada.


Separei algumas dicas desde a lavagem até a hora de guardarmos as roupas! Se seguirem esses passos, com certeza sua roupa durará muito mais tempo!

LAVAGEM
- O primeiro passo para a lavagem é verificar os bolsos das roupas.

- Junte o máximo de peças possíveis, mas sem sobrecarregar a máquina, assim você economiza tempo, dinheiro e reduz o impacto ambiental. Só não misture roupas coloridas com claras que podem manchar. Junte o máximo de claras e o máximo de escuras separadas.
Obs.: Roupas novas de cores muito vivas podem precisar ser lavadas sozinhas pelo menos nas primeiras vezes, ou lavadas junto com outras que sejam da mesma cor ou uma tonalidade bem parecida.

 - Não use sabão demais. Siga as recomendações do fabricante. Sabão demais pode acabar deixando resíduos na roupa e também deixa-la endurecida. Quanto mais detergente você colocar nas roupas, mais elas precisarão ser enxaguadas e poderão desbotar.
Se a roupa estiver muito suja, faça primeiro uma pré-lavagem e depois a lavagem.
Usar o sabão liquido também ajuda a não deixar manchas, principalmente em roupas pretas, mas também não deve ser em excesso.

- Usar amaciante.  A quantidade deve ser pequena, mas esse produto é indispensável. A lavagem endurece as fibras das roupas, o que as deixa desagradáveis ao toque e mais difíceis de passar.

- Cuidado com os alvejantes. Verifique na etiqueta se aquela roupa suporta esse tipo de produto! O símbolo para o alvejante é o triângulo.
- Não deixe muito tempo de molho. A roupa só deve ficar muito de molho se estiver bem suja. Caso contrário, as peças podem desbotar. Além disso, não deixe elas na máquina por muito tempo, assim que terminar a centrifugação pendure, senão podem ficar com cheiro de mofo e emboloradas.

- Também é muito importante fazer a m
anutenção da máquina de lavar. Todas as máquinas de lavar possuem um filtro que deve ser limpo semanalmente ou de acordo com a solicitação do fabricante. É muito importante também fazer uma lavagem da máquina no ciclo rápido e com o máximo de água. Utilize água sanitária ou vinagre branco para remover todo resíduo de sabão da máquina e desinfetá-la.
- Não esqueça de separar as peças. Cada tipo de roupa requer uma programação diferente na máquina. Jeans e toalhas precisam de um ciclo mais pesado do que lingeries. Roupas de uso pessoal devem ser lavadas separadamente de peças de cozinha, panos de limpeza, cobertores de animais, etc, para não danificar nem contaminar suas roupas.
- As roupas com tecidos delicados, bordados, etc, devem ser lavadas no ciclo certo e muitas devem ser lavadas a mão. Você pode coloca-las dentro de fronhas ou usar saquinhos específicos que protegem as roupas e lingeries, principalmente sutiãs de bojo. 
- Outra dica é lavar as roupas do avesso, assim você evita bolinhas, que são gerados pelo atrito com outros tecidos, e desbotamento.
- Não ignore as diferenças de cores. Roupas brancas jamais devem ser lavadas juntamente com as coloridas. Se fizer isso, com certeza as mais claras ficarão manchadas. Ainda que a roupa de cor não solte tinta, o branco ganha um desagradável aspecto amarelado em contato com as demais peças. Já as roupas pretas, se lavadas com outras cores podem ficar cheias de pelinhos. Uma boa alternativa para evitar isso é não lavar as peças pretas com outras mais claras. Se o tecido pegar pelo, o ideal é usar um tira-pelo após passar.
 - Temperatura de lavagem. Algumas máquinas de lavar possuem água quente, o que ajuda bastante na limpeza. Contudo, as manchas e sujeiras devem ser retiradas primeiro com água fria. Se você colocar água quente na primeira lavagem, em vez de remover as manchas e a sujeira você pode agravá-las, tendo como resultado final uma mancha aparente. Por isso, é importante sempre utilizar a pré-lavagem com água fria para depois utilizar água quente como complemento da limpeza.Alguns tecidos como a lã, não podem ser lavados com água quente, pois encolhem. Outros também podem vir a desbotar. Verifique sempre na etiqueta a temperatura máxima que você pode usar na lavagem.
 SECAGEM
- Deixe as roupas o mais lisas possível ao tirá-las da máquina de lavar. Dê uma batidinha e pendure-as bem esticadas no varal. Algumas peças quando penduradas já no cabide, não precisam nem ser passadas, dependendo do tecido e do tipo de roupa.
- Pendurar de forma adequada. Lençóis, calças jeans e outras peças que amassam mais, devem ser penduradas pelas pontas e ficarem bem esticadas, não pendure as roupas dobradas, elas não secam direito e ficam marcadas. É importante também tomar cuidado com o lugar onde é colocado o pregador. Dependendo de sua posição ele pode deixar a roupa marcada e dificultar a sua vida na hora de passar a peça. Se tomar esses cuidados, quando chegar a hora de passar as roupas, tomará menos tempo e gastará menos energia.
Se você quiser saber mais detalhes de como pendurar, essa matéria está bem completa e ilustrativa, deem uma conferida AQUI!
- Nunca pendure roupas de lã. Tanto essas, como as de tecidos acrílicos que imitam a lã,  não devem ser penduradas pois espicham! Estiquem esse tipo de peça sobre o varal na horizontal em cima de uma toalha.

- Secar a sombra. Principalmente as de lã e algodão para evitar encolhimentos e desbotamentos.

PASSAR COM FERRO

- Junte o máximo possível de roupas para passar. A cada vez que o ferro é ligado, muita energia é gasta.

- Separe as roupas. Comece pelas mais delicadas que precisam de uma temperatura mais baixa, depois passe para as mais grossas (jeans e roupas de cama por último) e vai aumentando a temperatura do ferro. Isso fará com que você economize energia e não corre o risco de queimar uma peça mais delicada.

- Temperatura do ferro. Cada temperatura é indicada para um tipo de tecido. A regra geral é quanto mais sintético o tecido, mais frio deve ser o ferro. Algumas nem precisam passar!
Se tiver dúvida quanto à temperatura para aquele tecido, faça um teste na parte avessa da roupa.
- Usar água filtrada no ferro a vapor. Evita que acumule resíduos dentro do ferro. Também não coloque mais água do que o ferro permite, senão acaba vazando e molhando a peça e se passar por cima do molhado pode estragar a roupa. Sempre espere ele esquentar bem até quando estiver saindo só vapor e não água.

- Não passe toalhas. O ferro quente enrijece as fibras. Sua toalha vai ficar dura e não fofinha.

- Cuidado com pedrarias, bordados e estampas.  Em camisetas com estampas silk screen, passe a roupa do avesso ou com um lenço de algodão por cima. 
- Não passe roupas que já foram usadas. Mesmo que aparentemente pareçam limpas pode haver alguma sujeira menos aparente e o ferro quente pode fixá-la para sempre, deixando aquela mancha desagradável e também pode deixar mau cheiro.
- Passar roupa preta e de cetim do lado avesso. Dessa forma a roupa preta não fica com manchas, brilhos e pelos e nem a de cetim fica marcada e enche o ferro de brilho.
- Não passe a roupa dobrada. Passe a roupa esticada, dobre e guarde. Não deve passar ela depois que fizer as dobras, pois ficará marcada.

- Não deixe a água no ferro após o uso. Remova a água e guarde-o na vertical.

GUARDAR

- Mantenha tudo organizado. Depois de passada, guarde a roupa de uma forma que evite que você tenha que passa-la novamente antes de usá-la. 

- Usar gabarito para dobrar.  Assim todas as roupas ficam dobradas no mesmo tamanho. Fica fácil de visualizar, mesmo estando empilhadas e você acaba até ganhando mais espaço. Se não tiver um gabarito desses, utilize uma revista!
- Evite guardar roupas usadas sem lavar. O suor e a gordura do corpo podem danificar a fibra, deixar manchas e atrair traças e baratas.

- Cuidado com capas e sacos plásticos, pois não deixam a roupa respirar e podem juntar umidade.

- Verifique os tipos de cabide. Eles são essenciais para evitar que alguns tipos de roupas amassem dentro do armário e facilitam bastante o dia a dia. Contudo, se não forem adequados ao tipo de tecido e modelo de roupa, os cabides podem acabar deformando a peça. Escolher o modelo certo evita que a roupa espiche, ganhe marcas, desfie ou até mesmo fique escorregando do acessório. Também procure usar apenas uma peça por cabide.Evitar os cabides de arame, principalmente aqueles que vem das lavanderias, pois eles deformam as roupas. Os melhores são os de acrílico e madeira, eles são mais resistentes. O porém dos de madeira, é que eles ocupam mais espaço, por serem grossos, e os de acrílico fazem as peças escorregarem. Se for o caso, existem algumas soluções, como colocar um elástico nas pontas, ou usar cabides de veludo.

- Verifique sempre as pontas dos cabides, elas devem ser suavemente arredondadas e não formar um bico para não deformar as roupas. Veja a diferença entre esses de metal e o de veludo. Não precisa ser necessariamente nesse material, pode até ser de plástico, mas não podem ter as pontas tão estreitas como as que vemos na imagem do cabide de metal.
 - Não pendure lãs e afins. Peças tricotadas, de lã, ou em material de acrílico que imita lã, não podem ser penduradas, pois elas deformam. Já os tecidos naturais, que amassam mais, é melhor ficarem pendurados.

Espero que tenha ajudado vocês,  principalmente as recém casadas! Assim não corre o risco de manchar e nem queimar aquela roupa que o marido adora! Heheh
Um grande beijo, fiquem com Deus
“ Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo. “ Isaías 41:13

Um comentário: