13 janeiro 2018

Conhecendo um pouco de Roma

Ontem postei o vídeo mostrando um pouco sobre a Conferência de jovens que participamos em Roma, vocês podem conferir aqui!

Fizemos apenas 2 dias de passeio, um na noite do ano novo e outro tour histórico com os irmãos em um dos dias da conferência, e são esses lugares que vou mostrar pra vocês hoje!
Vou começar falando das comidas italianas! Lá a sequencia dos pratos é diferente do que estamos acostumados. Eles servem tudo separado. Primeiro vem a massa, depois a carne e salada.

Esse foi nosso jantar no ano novo: pizza, ou massa (podia escolher entre algumas opções), carne de porco, tiramissu de sobremesa e o famoso café expresso daqui. Ele é super forte, bem denso, prefiro um mais fraco, mas é bom!
Na conferência seguia esse mesmo padrão, diferentes tipos de molhos e massas, mas sempre com ela de entrada. Esse é um dos meus preferidos, macarrão ao molho pesto!
Outra coisa que não poderíamos deixar de provar é o famoso gelatto, muito cremoso!
Na noite do ano novo passamos pela famosa Fontana di Trevi a maior da Itália com cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura.
Depois passamos pela Piazza Venezia e o Monumento a Vitor Emanuel II ("Il Vittoriano", uma homenagem ao primeiro rei da Itália unificada). Voltamos aqui também no outro dia do passeio.


A Piazza Venezia, localizada no sopé do monte Capitolino, é uma grande praça e centro do sistema de transportes de Roma, na qual muitas das principais avenidas da cidade se intersectam.
Ali ao lado fica a Praça dos Capitolinos, onde ficam dois museus, um de frente para o outro, e no meio, uma estátua de Marco Aurélio em cima de um cavalo. Nessa praça também fica a famosa estatura de Rômulo e Remo mamando na loba, mas passamos tão rápido por ali que nem ví. Ela é pequena e fica meio escondida.
Depois passamos pelo Fórum Romano, só vimos ele por fora, não tivemos tempo de fazer a visita. Era aqui onde acontecia a vida pública e religiosa na antiga Roma. 


Ali do lado do Fórum Romano, em uma das ruelas, fica o lugar onde supõe ter sido a prisão que o Apóstolo Paulo ficou pela segunda vez antes de ser morto. Fica a uns 5 metros abaixo do nível atual da rua, pois com o tempo a antiga cidade foi ficando soterrada e novos prédios foram construídos acima.
E por fim o lugar mais famoso de Roma, o Coliseu. Fomos lá na noite do ano novo ver os fogos e depois voltamos de dia para a visita interna. Vale a pena passar por lá nos dois horários, a iluminação a noite é bem bonita!


Primeiro, antes de ser um anfiteatro, aqui ficava um lago que pertencia à Nero com uma grande estátua sua. A construção de fato começou no ano 71 d.C. sob o imperador Vespasiano. Em 80 d.C. o imperador Tito o inaugurou.

Com estrutura elíptica de 188 metros, 156 metros de largura e 57 metros de altura, tinha capacidade para mais de 50.000 pessoas. Era coberto de mármore travertino, hoje só permanecem os tijolos.
O edifício era usado para combates de gladiadores e espetáculos públicos como caça de animais selvagens, encenações de batalhas, execuções, etc.

Na imagem abaixo vocês podem ver as câmaras abaixo da arena onde ficavam as celas e jaulas.


Também possuía uma cobertura removível que poupava os espectadores do sol. Ficamos encantados com os atuais estádios de futebol, agora imagina como eles faziam isso naquela época sem a tecnologia que temos hoje! Espantoso!

Apesar de ter sido arruinado por causa de danos causados por terremotos e saques, é impressionante imaginar que se passaram quase 2000 anos de sua construção e ele ainda se encontra assim!
Do segundo andar temos uma vista do Arco de Constantino, um arco triunfal que comemora a vitória de Constantino na Batalha da Ponte Mílvio.
A entrada custa 12 euros e dá direito à visita ao Coliseu, Fórum Romano e o Palatino, mas por causa do tempo só conseguimos entrar no Coliseu...
E o fomos presenteados no fim do dia com um lindo por do sol. Nessa imagem podem ver a Via Sacra, que era a principal rua da antiga Roma que conectava a Piazza de Campidoglio com o Coliseu. E o Arco de Tito, arco do triunfo que comemora a vitória de Roma sobre Jerusalém, construído após a morte do imperador Tito.
E o Arco de Constantino.
Roma é uma cidade muito grande e cheia de história. Conhecemos muito pouco, mas ficamos encorajados ao saber que aqui muitos irmãos foram testemunhas de Cristo bem no inicio da era cristã e foram mártires por não negar a Jesus, literalmente tochas vivas que brilharam naquela era de trevas. Que assim possamos ser nós hoje também!

“E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações. 2 Pedro 1:19

Nenhum comentário:

Postar um comentário