25 março 2016

Conhecendo Portugal – Belém (parte 1)

Belém é uma freguesia portuguesa do conselho de Lisboa.  É aqui que encontramos boa parte dos museus, monumentos, além de ser à margem do rio Tejo, proporcionando passeios agradáveis curtindo a paisagem. Também é aqui que encontramos os famosos Pastéis de Belém, um dos melhores de Portugal.


Foi daqui que partiram as Naus e Caravelas no tempo das Descobertas, das quais o Brasil está incluso, portanto também faz parte da nossa história!




























Hoje vou falar de 2 monumentos históricos dessa cidade e que podem ser conhecidos no mesmo dia, o Mosteiro do Jerônimos e a Torre de Belém. Se comprar o bilhete conjunto, você ganha um desconto e pode visitar os 2 lugares pelo valor de 12€.

Além disso, eles estão inclusos na lista de lugares com entrada grátis em todo primeiro domingo do mês!
Mosteiro dos Jerônimos
Uma homenagem à época áurea dos Descobrimentos, foi uma encomenda do rei D. Manuel I para comemorar o êxito da viagem de Vasco da Gama à Índia. Foi financiado com os lucros do comércio de especiarias e inaugurado em 1601 (100 anos após seu inicio). Desde de 1983 é considerado Patrimônio Mundial da Unesco.

Aqui se encontram os túmulos de D. Manuel I, D. João III, do Cardeal D. Henrique, Luís de Camões e Vasco da Gama.

Em frente ao mosteiro está o Jardim da Praça do Império cheio de representações em homenagem aos navegadores e também brasões das províncias e distritos de Portugal.
A fachada do Mosteiro tem mais de 300 metros e é feita de calcário de lioz.
A visita começa pela Igreja Santa Maria Belém e é onde se encontram os túmulos. Eu não sou muito ligada em conhecer os templos católicos, mas a minha apreciação fica mesmo na arquitetura.

Subindo temos uma vista do Jardim e do Rio Tejo.

Vista do andar de cima, no Coro Alto.


Depois passamos a visita ao Claustro, destinado essencialmente ao isolamento da comunidade monástica, onde os monges da ordem de S. Jerônimo oravam e meditavam.

De arquitetura manuelina, possui duplo piso abobadado e planta quadrangular e também é cheio de símbolos religiosos. 

Na ala norte do claustro inferior encontra-se o túmulo de Fernando Pessoa.
Na área onde antes se encontrava uma livraria ou biblioteca do Mosteiro, hoje em dia abriga uma exposição documental denominada “Um Lugar no Tempo”, que tem como objetivo construir uma memória dos 500 anos do Mosteiro articulando a sua história com a de Portugal e a história do mundo.
A ala onde se encontrava o refeitório é repleto de painéis de azulejos representando a multiplicação dos pães e dos peixes (Novo Testamento) e da vida de José no Egito (Antigo Testamento).

Se quiser conhecer só o mosteiro, sem comprar o bilhete combinado, o valor sai por 10€

Torre de Belém
Um dos símbolos da cidade, esta obra de arquitetura manuelina do séc. XVI, também encomendada por D. Manuel I, servia como entrada e defesa da margem norte do rio Tejo. Alguns momentos virou masmorra, transformando-se em prisão política durante a ocupação espanhola.

Patrimônio Mundial da Unesco, está na lista das Sete Maravilhas de Portugal e é um marco da Era dos Descobrimentos.
Se você não quiser visitar a Torre do lado de dentro, o exterior já vale para fazer belas fotos. Sente-se na escadaria que há em frente e fique observando o por do sol, vale a pena!
Para entrar você passa por uma ponte levadiça, toda a entrada tem detalhes que dificultavam o acesso de invasores.
Nesse piso térreo se encontra 17 aberturas com canhões. O pavimento é inclinado permitindo uma posição segura e também o escoamento da água. Também há um pátio que possibilitava o arejamento e saída da fumaça resultante dos disparos da artilharia.

Antes de iniciar a subida pela torre, vale observar a fachada principal, que fica de frente para o rio. Cheia de símbolos que tinham a função de impressionar os viajantes e marinheiros que entravam pela primeira vez em Lisboa.
A Torre é composta de quatro andares (Sala do Governador, Sala dos Reis, Sala de Audiências, Capela), para chegar em cada um, você passa por uma escada íngreme que tem até semáforo permitindo você subir ou descer, pois não consegue passar 2 pessoas de uma vez!
Explore cada cantinho, cada abertura, e observe os pisos, a estrutura, tudo é muito interessante!
No topo da Torre você pode observar o rio Tejo, toda a região de Belém, o Mosteiro do Jerônimos...vale a pena a subida!



Sem o bilhete combinado o valor fica por 6€, então vale a pena já visitar os 2 juntos ou se conseguir vir no primeiro domingo do mês, melhor ainda porque sai de graça!

E assim foi mais um passeio por Portugal, cheio de história e de vistas encantadoras. Espero que tenham gostado!

Deus abençoe!

“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” Mateus 5:16

Nenhum comentário:

Postar um comentário